Encontra Sua Receita

Carregando...

terça-feira, 15 de abril de 2008

Feng Shui - Ervas da harmonia


Plantar ervas num jardim ou em vasos é uma excelente forma de ativar em sua casa a energia vital, chamada de ch’i pelos chineses. Além da beleza e dos aromas, elas têm propriedades que influem na saúde dos moradores e harmonizam os ambientes.

A presença das plantas na casa tem o poder de filtrar as energias e potencializar boas vibrações. As ervas medicinais fazem isso e ainda atuam sobre os órgãos, ajudando a reforçar a vitalidade dos moradores”, explica Máximo Ghirello, fitoterapeuta e consultor de Feng Shui da Escola da Bússola, a técnica chinesa de harmonização que usa os pontos cardeais para traçar os caminhos da energia chi.

Temos aqui algumas plantas que ajudam na:
Espiritualidade Erva-doce, camomila, melissa e coentro devem ser cultivados nessa área, que favorece o autoconhecimento e as descobertas espirituais. Associado à direção nordeste, é regido pelo elemento terra, que atua sobre estômago, baço e pâncreas, que em desequilíbrio podem causar preocupação excessiva e idéias fixas.

Família e SaúdeDente-de-leão, boldo, carqueja e artemísia entram na área da Família, que trata da união familiar e da saúde dos moradores. A direção é leste e o elemento madeira, relacionado ao fígado, que tem forte influência nos estados emocionais. Quando em desequilíbrio, provoca mau humor, irritação e raiva constantes.

Prosperidade- Para ativar o guá da abundância material e espiritual, cultive várias espécies de manjericão na direção sudeste. Essa planta simboliza a fartura, pois cresce rápida e ereta. O elemento madeira rege essa área e o fígado, do qual dependem nossa disposição e nosso bom humor.

SucessoSálvia, passiflora, hamamélis e malva são as ervas relacionadas a essa área e à direção sul. Essas plantas equilibram verborragia, excesso de pensamentos e depressão, comportamentos relacionados ao elemento fogo. A área do Sucesso, que diz respeito a todas as nossas realizações, está ligada ao coração e ao intestino delgado, e essas ervas ajudam a manter a circulação e a digestão bem equilibradas.

Relacionamentos Capim-limão, louro, erva-doce e alfazema são as ervas mais adequadas à direção sudoeste e à área que trata das relações afetivas. Os órgãos correspondentes são estômago e pâncreas, associados ao elemento terra e ao excesso de preocupações. Evite deixar nessa direção plantas com espinhos, pontas ou com acúmulo de folhas secas.

Criatividade Alecrim, manjericão-cravo, guaco, hortelã e menta correspondem à direção oeste. O elemento metal, que está ligado a essa área da fertilidade física e mental, é associado ao pulmão e ao intestino grosso. As ervas indicadas atuam contra tristeza, gripes e problemas respiratórios, além de aliviar cólicas e má digestão. E também abrem caminhos para as mudanças.

Amigos Orégano, manjerona, tomilho e segurelha são as ervas da direção noroeste, que ativam o bom relacionamento com amigos, auxiliares e também viagens. Regida pelo elemento metal, essa área atua nos problemas do pulmão e alivia a mágoa e a depressão. A segurelha é indicada para bronquite e problemas respiratórios. Tomilho para gripes, tosses e resfriados e orégano para má digestão e falta de apetite.

Fonte: Revista Bons Fluídos.



Nenhum comentário: