Encontra Sua Receita

Carregando...

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Geléia de Casca de Mamão


Sabendo usar bem os alimentos pode-se  aproveitar praticamente tudo de quase todos. Esse é o caso do mamão que comemos a fruta, usamos a casca para fazer bolos, compotas e geléias. Para fazer essa geléia não gastei praticamente nada e o melhor é que a geléia feita em casa é super natural e sem nehum conservante.  O rendimento foi de um potinho daqueles de 250 g.  Ficou show!






Ingredientes: 
Casca de 1 mamão formosa 
2¹/² xícaras açúcar
Água até cobrir as cascas 
4 cravos 

Preparo: O mamão deve ser bem lavado e descascado. Deixe de molho na água as cascas do mamão de um dia para o outro. Pique-as, coloque-as numa panela e dê três fervuras. Troque a água a cada fervura. Na quarta fervura, escorra a água, bata no liquidificador, adicionando 2 xícaras (chá) de água. Leve ao fogo com açúcar e os cravos da índia até que se obtenha consistência gelatinosa. Deixe esfriar e coloque em uma vasilha de vidro esterlizada. 

 É Bom Saber: 

As cascas do mamão são fontes de Vitamina A e complexo B. Aproveite os alimentos na íntegra O que fazer com talos e cascas de alguns alimentos? Todas as partes de frutas, verduras e legumes podem ser aproveitadas para a sua nutrição.

Cascas, sementes e talos são excelentes fontes de vitaminas, minerais e nutrientes fundamentais para nossa saúde. As opções para deixar a mesa farta, sem desperdício, são muitas.

Confira a seguir algumas dicas de a+ Medicina Diagnóstica para criar pratos nutritivos, saborosos e econômicos através do aproveitamento integral de alguns alimentos bem conhecidos dos brasileiros:

Talos de agrião, espinafre, couve: aproveite-os no preparo de sopas, bolinhos e omeletes.

Folhas de salsão: muito nutritivas, utilize-as em bolinhos e sopas.

Casca de manga: é importante lavar muito bem a casca da manga antes de descascá-la. Ela pode ser utilizada para fazer um delicioso suco de manga, basta bater as cascas no liquidificador, coar e adicionar água e açúcar. Pronto! Fica delicioso bem geladinho.

Casca de melancia: pode ser utilizada para fazer um delicioso doce de melancia. Como? Depois de removida a parte vermelha, retire a casca verde e rale a polpa branca que sobrou. Adicione a uma calda com água, açúcar, cravo e canela em pau. Cozinhe até apurar.

Casca de laranja: utilize-a para fazer doces em calda. Para sair o sabor amargo, deixe-as molho em água antes de cozinhá-las. Sementes de abóbora e girassol: quer fazer um delicioso aperitivo? Basta levar estas sementes ao forno, tostá-las e temperá-las com sal.

Batata: deve-se lavar a batata muito bem, secá-la com papel toalha e aí então pode ser cozida e até frita, com a casca mesmo. Em altas temperaturas, a casca, rica em minerais e fibras, fica bem macia e pode também ser aproveitada no preparo de uma omelete.
 
Cenoura: a casca da cenoura também deve ser bem lavada antes de consumida – alguns preferem até não arriscar e só compram cenouras orgânicas. As folhas da cenoura que geralmente vão para o lixo servem para deixar refogados, sopas, omeletes e suflês mais nutritivos. As folhas contêm muito betacaroteno e cálcio e, apesar de não serem muito saborosas, enriquecem um bom caldo.

Chuchu: a casca do chuchu é rica em fibras, mas por ser muito fibrosa, deve ser moída no liquidificador e utilizada em sopas ou cozida com o feijão.

Beterraba: fonte de vitaminas e minerais, é possível aproveitá-la ainda mais utilizando suas folhas e o talo para o preparo de deliciosos pratos, como o charutinho de folha de beterraba e o risoto de talo.


Couve-flor: sua folha é uma ótima fonte de vitaminas C e A e dos minerais, fósforo e cálcio. Refogada, fica muito saborosa em recheios de esfihas e panquecas. Com o talo é possível fazer bolinhos salgados e sopas. Salsinha: aproveite o talo da salsinha na hora de preparar temperos, pois ele contém vitamina C, cálcio e fósforo.

Banana: você pode não acreditar, mas, graças à consistência da casca de banana, é possível fazer geléia, bolo, brigadeiro e farofa. Além do mais, ela tem mais vitamina C e o dobro de potássio do que a polpa da fruta.

Mamão: a casca do mamão é uma importante fonte de betacaroteno e ajuda na digestão. Pode ser consumida pura ou em bolos, geléias, sucos e até ensopados. Já a semente do mamão favorece o funcionamento do intestino e pode incrementar saladas, por exemplo.

 Melão: depois de cozida, a casca do melão pode ser utilizada em farofas e saladas. Para se ter uma idéia da riqueza dessa sobra, a casca tem quase seis vezes mais cálcio e fósforo do que a polpa da fruta.

Ovo: a única parte do ovo que não consumimos é a casca. Mas calma, não é para ser utilizada nas receitas – só que nem por isso deve ser desperdiçada. Após secar a casca no forno, o próximo passo é batê-la no liquidificador: além de afiar as lâminas do utensílio, será triturada. Rica em cálcio, está pronta para ser usada como adubo as plantas.

Fonte: http://www.amaissaude.com.br/



Nenhum comentário: